Um ano da intervenção federal no Rio e a transparência dos dados

Por Pablo Nunes

No Le Monde Diplomatique Brasil

Há poucas cidades, estados ou países em que a coleta e a sistematização de grandes volumes de dados não seja uma realidade cotidiana na gestão pública. Informação é  um ativo valioso, presente seja nas campanhas eleitorais, quando candidatos questionam políticas públicas dos adversários por meio de índices, seja no dia-a-dia da administração de uma cidade, localizando, por exemplo, os bairros em que as escolas apresentam rendimento inferior à média de uma região, entre outras utilidades. Mas é importante lembrar que as informações também são importantes para os cidadãos, que avaliam as ações colocadas em prática e dão seu aval – ou não – para as políticas propostas em uma eleição.

Leia a matéria completa