Inovação em Prevenção de Conflitos (Innovation in Conflict Prevention – ICP) é um projeto que busca identificar abordagens, respostas e práticas promissoras na prevenção de conflitos armados, com foco em seis estudos de caso de países na África.

Policy Briefs

Policy Brief Gender and Mediation in Guinea-Bissau

Gênero e mediação na Guiné-Bissau:

 

Este policy brief fala sobre as origens e desenvolvimento do Grupo de Mulheres Facilitadoras (GMF). Ele foca no período de Maio a Novembro de 2017.

 

Apesar do GMF não representar uma panaceia para a recorrente instabilidade do país, ele oferece uma promessa de inovação na prevenção de conflitos na Guiné-Bissau. Ao abrir espaço para que mulheres possam facilitar o diálogo nos mais altos escalões, o GMF estabeleceu novos canais de comunicação que podem não só beneficiar o processo de Conakry, mas também promover maior inclusão política.

CP Innovate

O CP Innovate apresenta textos curtos trazendo respostas, abordagens e conceitos promissores para a prevenção de conflitos armados.

Sobre o Projeto

Resumo

Através do projeto Inovação na Prevenção de Conflitos (Innovation in Conflict Prevention – ICP), o Instituto Igarapé e o Institute for Security Studies (ISS) se unem para identificar inovações na prevenção de conflitos na África. Este projeto visa apoiar as Nações Unidas (ONU), a União Africana (UA) e as Comunidades Econômicas Regionais (CER), bem como as partes interessadas, nacionais e locais, para evitar a eclosão, escalada ou reincidência de conflitos armados. Três regiões da África são o foco do projeto: Sahel, Região dos Grandes Lagos e Chifre da África.

 

Argumento

Ao longo da última década, organizações internacionais, como a ONU e a UA, e seus Estados membros, renovaram seu compromisso em expandir as respostas para prevenir conflitos em todo o mundo. Esta nova urgência em se pensar prevenção de conflitos deve-se, em parte, ao longo alcance em termos de custos humanos e econômicos dos conflitos armados, especialmente na África e no Oriente Médio. No entanto, a disponibilidade de análises sobre “o que funciona” para prevenir conflitos é surpreendentemente pequena. Há comparativamente poucos repositórios de boas práticas, muito menos meios efetivos para compartilhar estas com instituições e indivíduos relevantes. Ao mapear e analisar a inovação na prevenção de conflitos em três regiões da África, o projeto visa contribuir para o preenchimento dessa lacuna.

 

A iniciativa avalia uma ampla gama de políticas, programas e práticas relevantes em países selecionados na África, com foco em três regiões: Sahel, Grandes Lagos e Chifre da África. O resultado esperado do projeto é reduzir a ameaça de conflitos violentos a populações vulneráveis ​​nos países africanos selecionados. Isso será alcançado através do desenvolvimento de uma plataforma digital de boas práticas e disseminação de resultados para tomadores de decisão e fomento de redes de atores. As prioridades temáticas incluem mediação, gênero, combate ao extremismo violento e cooperação Sul-Sul.

 

O projeto servirá como recurso para governos nacionais, agências multilaterais e organizações não governamentais, entre outras partes interessadas. Serão desenvolvidos produtos, tais como policy briefs, artigos e notas estratégicas para uma série de instituições no âmbito da ONU (Departamento de Assuntos Políticos, Departamento de Manutenção da Paz e Escritório de Apoio à Consolidação da Paz), daUA e seus departamentos, das CERs e partes interessadas de governo e sociedade civil em Nova York, Addis Abeba, bem comonas regiões do Sahel, do Chifre e dos Grandes Lagos.

 

O projeto enfatizará particularmente a importância crítica de adotar e incorporar uma lente de gênero. Nossa equipe está empenhada em examinar o papel específico das mulheres na concepção, implementação e avaliação da prevenção de conflitos, bem como a paz e a segurança internacionais de forma mais geral. Será feito um esforço especial na identificação de políticas inovadoras e soluções para prevenir e reduzir a violência organizada que envolva mulheres e meninas em toda a África. Da mesma forma, a equipe vai explorar as formas pelas quais as atividades de prevenção de conflitos têm promovido ativamente a participação das mulheres.

Estudo de casos

CHIFRE DA ÁFRICA

– Somália

– Etiópia

 

GRANDES LAGOS

– Uganda

– Quênia

 

SAHEL

– Mali

– Guiné-Bissau

Parceria Institucional

O Institute for Security Studies (ISS) é nosso principal parceiro institucional nesse projeto.

Para mais informações sobre o ISS, visite:

www.issafrica.org

Contato

O Projeto ICP foi apoiado pelo Ministro das Relações Exteriores do Canadá desde 2017