Etiqueta: consolidação da paz

Global Trends Analysis

Adriana Erthal Abdenur, coordinator for International Peace and Security at Igarapé, has published the article “Making Conflict Prevention a Concrete Reality at the UN” in the peer-reviewed policy journal Global Trends Analysis, hosted by the German think tank SEF.

OKA, aplicativo para migrantes e refugiados, chega a São Paulo

Todos os dias milhares de refugiados atravessam fronteiras internacionais, fugindo da guerra, da violência e da incerteza. No Brasil, pelo menos 100.000 novos refugiados chegaram desde 2017, muitos vindo da Venezuela. Para eles, o acesso a serviços básicos é um grande desafio. Pensando nisso, o Instituto Igarapé lançou o OKA, um aplicativo  gratuito. OKA conecta os recém-chegados a informações geográficas localizadas em temas críticos como abrigo, fontes de alimentos, educação, transporte e serviços de saúde.

Clima y seguridad en América Latina y el Caribe

Los artículos de este volumen exploran cómo el clima contribuye para la inseguridad en la región de ALC. Éstos resultaron de una colaboración entre el Instituto Igarapé y el Instituto Clima y Sociedad (iCS), ambos en Rio de Janeiro, Brasil, con el apoyo de la Embajada de Alemania en Brasilia.

Status and the Rise of Brazil

Researcher Eduarda Hamann contributed with a chapter entitled “Brazil’s Evolving ‘Balancing Act’ on the Use of Force in Multilateral Operations: From Robust Peacekeeping to ‘Responsibility While Protecting’”.

NOTA PÚBLICA: A revogação da Portaria 666 é um recuo bem-vindo, mas ainda insuficiente. A Portaria 770 permanece sendo uma afronta à Lei de Migração

No último dia 14 de outubro foi publicada a Portaria no 770 do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que revoga a Portaria no 666 e traz algumas alterações em seu conteúdo. O recuo ocorreu após intensa pressão da sociedade civil e após a Procuradoria-Geral da República propor, perante o Supremo Tribunal Federal (STF), uma ação questionando seu conteúdo.

Navigating the Ripple Effects: Brazil-China Relations in Light of the Belt and Road Initiative (BRI)

This paper draws on official documents and statistics to analyze how the BRI affects Brazil´s relations with China along three dimensions: the economic, strategic, and political spheres. I argue that, despite the geographic distances separating Brazil from the Belt and Road Initiative, the initiative has concrete repercussions for Brazil’s bilateral and multilateral dealings with China through a ripple effect emerging out of the BRI’s spatial configuration.

Por que o Brasil deve participar das missões da ONU, segundo esta autora

A pesquisadora Eduarda Hamann defende o “reengajamento” do Brasil nas missões de paz da ONU (Organização das Nações Unidas). Para ela, o envio de tropas brasileiras em missões como a do Haiti, encerrada em 2017 depois de 13 anos de duração, traz ganhos políticos e institucionais que superam o valor financeiro investido.

Grandes capitais brasileiras estão ameaçadas pelo aquecimento global

Quer os políticos do Brasil acreditem ou não, o aquecimento global é um fato. Existe um perigo de que, enquanto os dados climáticos são questionados, as populações brasileiras sejam deixadas despreparadas para atenuar e se adaptar aos efeitos catastróficos que já estão em andamento.

Preserving Brazil’s Sovereignty Means Taking Responsibility for the Amazon

The world is waking-up to the climate emergency. But our prolonged slumber is going to cost us dearly. The latest scientific findings indicate that our planet is approaching multiple “tipping points” that could cause irreversible and catastrophic changes in temperature, ecosystems and biodiversity.

Amazônia e soberania nacional

O mundo está acordando para a emergência climática. A crise das queimadas na Amazônia está trazendo à volta um debate antigo sobre o que significa a soberania nacional. E essa discussão deixa transparecer novas tensões que vão bem além da esfera doméstica.

What to expect from the new champions

Agenda 2030 is in trouble. The rare political consensus that led to the adoption of the Sustainable Development Goals (SDGs) four years ago has become fractured.

Tupi or not Tupi: Cannibalism and the Study of International Relations

Fruto de uma série de artigos em que usa o pensamento social e cultural brasileiro para propor novas ideias no estudo das relações internacionais, o trabalho foi originalmente apresentado em Cambridge, Reino Unido, sob o título “Tupi or not Tupi: Cannibalism and the Study of International Relations”. 

Contemporary Africa and the Foreseeable World Order

Este livro reúne acadêmicos e outros interessados nas questões africanas que estudem e trabalhem com soluções inovadoras, estratégias, estudos de caso e análises para apoiar decisões sobre a melhor forma dos Estados africanos se posicionarem no dinâmico sistema global.

World Governance Forum

Foi ao ar no World Government Summit “Nós objetivamos criar cidades do futuro.” Robert Muggah, diretor de pesquisas do Instituto Igarapé, fala nesta seção sobre “como cidades podem moldar o futuro do nosso mundo”. Ele afirma que os próximos 20-30 anos vão testemunhar 70% da

The State of War

The world is less violent today than at virtually any other time in human history

O Instituto Igarapé utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso e, ao continuar navegando, você concorda com essas condições.

Skip to content