Categoria: Sem categoria @pt-br

Carolina Ambinder

Carolina Ambinder é doutoranda em Estudos Estratégicos da Defesa e Segurança pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestre em Estudos Marítimos pela Escola de Guerra Naval (EGN) e bacharel em Relações Internacionais pela UFF. Trabalha como Pesquisadora do Programa de Segurança Digital do Instituto Igarapé desde

Daisy Bispo Teles

Daisy Bispo Teles atua no Instituto Igarapé no programa de Segurança Digital por meio da elaboração de pesquisas, acompanhamento do debate público e ações de advocacy nos temas relacionados à área. Possui bacharelado em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio),

Caroline Neri

Caroline Neri é Mestranda em Big Data e Business Intelligence na Escuela de Negocios Europea de Barcelona, possui MBA em Marketing Empresarial (UFF), Bacharel em Contabilidade (Mackenzie), é Coordenadora Administrativo-Financeira no Instituto Igarapé. Atuou como Coordenadora Contábil e Compliance na Amnesty Internacional, Coordenadora Administrativo-Financeira no

Giovanna Kuele

Giovanna Kuele é uma cientista política brasileira. Ela coordena projetos de pesquisa e advocacia nas áreas de governança global, Nações Unidas, clima e segurança, prevenção de conflitos e operações de paz. Kuele tem um Mestrado e Bacharelado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio

Daniel Calarco

Daniel Calarco é advogado formado pela FGV e foi visitante internacional na Columbia Law School. Fundador do Observatório Internacional da Juventude, tem ampla experiência no engajamento de juventudes interseccionais na Agenda 2030. Calarco atuou em programas globais como pesquisador e consultor de organizações como ONU,

Laura Trajber Waisbich

Doutora em Geografia pela University of Cambridge (Reino Unido), Laura atua há mais de dez anos com pesquisa e incidência política nos temas de Cooperação para o Desenvolvimento, Política Externa Brasileira, Políticas Sociais, Participação Social e Direitos Humanos. Possui mestrado em Ciência Política pelo Institut

Stephanie Gonçalves

Stephanie Gonçalves é designer, artista multidisciplinar e graduanda de Desenho Industrial na Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Fez parte da Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia, onde trabalhou no projeto educacional “Imagine-se”. Também integrou

Natalie Hanna

Natalie Hanna é especialista em Meio Ambiente e Sociedade pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), cursou Licenciatura em Direito com especificação em Ciências Políticas na Université Toulouse I- Capitole e Bacharel em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Maria Eduarda Pessoa de Assis

Maria Eduarda é advogada graduada pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), está concluindo Pós-Graduação Lato Sensu de Especialização em Advocacia Criminal no Centro de Estudos e Pesquisas no Ensino do Direito da Universidade do Estado do Rio de

Talisson Mendes

Talisson Mendes é Cientista Social com habilitação em Antropologia pela Universidade de Brasília (UnB). Trabalha como Assistente de Projetos e Parcerias do Instituto Igarapé. Atuou como estagiário no setor Político e de Projetos da Embaixada do Reino Unido em Brasília e na Coordenação-Geral de Privilégios

Renata Rodrigues

Renata Rodrigues é mestranda em Sociologia e especialista em Política e Sociedade pelo pelo Iesp-Uerj. É bacharel em Comunicação pela UFRJ, e já atuou em grandes empresas, em agências, em organizações do terceiro setor e em movimentos sociais como jornalista e ativista. Trabalha como jornalista

Julia Marisa Sekula

Julia é coordenadora do Programa de Clima e Segurança do Instituto Igarapé e coautora do livro Brasil: Paraiso Restaurável (Sextante). O livro defende uma nova narrativa para o Brasil, indicando-o como protagonista e potencia global através de uma economia verde. Julia também é fundadora da

Dandara Tinoco

Gerente de Comunicação e Conteúdo Dandara Tinoco é mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Gerente de Comunicação e Conteúdo no Instituto Igarapé, também integra o

Livro Terra Incognita

O novo livro do diretor de Pesquisa e Inovação do Instituto Igarapé, Robert Muggah, e de Ian Goldin, professor da Universidade de Oxford, mostra a importância dos mapas para entender melhor a sociedade. Muggah e Goldin demonstram o impacto das mudanças climáticas e do aumento
Sem categoria @pt-br

How JBS is still slaughtering the Amazon

This new report shows that eleven years on from our last report, JBS is still slaughtering the Amazon. It is clear that JBS’s business model is incompatible with the environmental emergency we are facing.

Instituto Igarapé é uma das 100 melhores ONG’s de 2019

  O Instituto Doar, a agência O Mundo Que Queremos e a Rede Filantropia premiaram na noite desta segunda-feira (18/11) as 100 melhores ONGs do Brasil. Em sua terceira edição, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, o prêmio tem como intuito reconhecer as Organizações

Pedro Augusto P. Francisco

Pedro Augusto P. Francisco é pesquisador-sênior no Instituto Igarapé, atuando na área de Segurança Cibernética e Liberdades Digitais. É doutorando e mestre em Antropologia Cultural pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ, e bacharel em Direito pelo IBMEC. Também é pesquisador-colaborador do Núcleo de Pesquisas

Júlia Lins Franciotti

Júlia Lins Franciotti é especialista em segurança e conflitos armados urbanos na América Latina e na elaboração de políticas baseadas em dados para prevenção da violência. Ela já trabalhou no Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) na área de prevenção à violência

Sergio Menezes

Sergio Menezes é doutorando em Letras pela USP e doutorando em Ciência Política pela UFF. É mestre em Literatura pela PUC-Rio e mestrando em Ciência Política pela UNIRIO. Bacharel em Comunicação Social, Jornalismo e Comunicação Social, Publicidade e Propaganda, ambas pela PUC-Rio. Trabalha como Analista

Carolina Taboada

Carolina é pesquisadora da área de segurança pública e política de drogas do Instituto Igarapé. É bacharel em relações internacionais pela PUC-Rio e mestre em development management pela London School of Economics and Political Science (LSE).   Na Fundação Getulio Vargas foi pesquisadora do Centro

Gabriela Cardim

Gabriela Cardim é graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestranda em Saúde Pública na Fiocruz. Trabalha no Instituto Igarapé da Divisão de Paz e Segurança Internacional, na área de Migrações Forçadas. Na Fiocruz, integra o grupo de estudos

Carol Viviana Porto

Carol Viviana Porto é pesquisadora do Instituto Igarapé na área de política de drogas e segurança cidadã. É formada em Relações Internacionais e Integração pela Universidade Federal da Integração Latino-americana – Unila, e é mestre em Estudos Estratégicos da Defesa e Segurança pela Universidade Federal

Lycia Brasil

Lycia Brasil é bacharel em Relações Internacionais pelo Instituto de Relações Internacionais e Defesa (IRID) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). De 2014 a 2018, integrou o grupo de pesquisa de Política Internacional (GPPI) do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas e Direitos Humanos

Laís Clemente Pereira

Laís Clemente Pereira é formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e é mestre em International and Online Journalism pela University of Salford (UK), onde fez um estudo sobre jornalismo de soluções. Apaixonada por desenvolvimento sustentável e comunicação na internet, ela trabalhou como jornalista em

Llamada de artículos     Clima y seguridad en América Latina y el Caribe   Plazo: 20 de mayo de 2019 (23h59, horario de Brasilia) El cambio climático se reconoce como un multiplicador de inseguridad y vulnerabilidad, especialmente donde los esfuerzos para mitigar y adaptar
Sem categoria @pt-br

Chamada de artigos   Clima e segurança na América Latina e Caribe Prazo para submissão: 20 de maio de 2019 (23h59, horário de Brasília) As mudanças climáticas são reconhecidas como um multiplicador de insegurança e vulnerabilidade, especialmente onde os esforços de mitigação e adaptação não

O Instituto Igarapé utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso e, ao continuar navegando, você concorda com essas condições.

Skip to content