Por que o desmatamento é também um problema de segurança pública

Publicado no Nexo

Com Melina Risso

No início de dezembro de 2020, um relatório internacional alertou sobre as consequências do desmatamento da Amazônia na esfera da segurança pública. Elaborado pelo Conselho Militar Internacional sobre Clima e Segurança, o documento “Clima e segurança no Brasil” diz que o “desmatamento ilegal desenfreado atrai outras formas de atividade ilegal, que também podem crescer rapidamente”.

Quando os problemas ambientais também se tornam questão da segurança pública?

MELINA RISSO Primeiramente, é importante compreender que 80% do desmatamento na Amazônia advém de atividades ilícitas como mineração ilegal, extração ilegal de madeira e grilagem, e portanto, é crime. Segundo, esses crimes ambientais se conectam com diversas outras atividades criminosas como por exemplo tráfico de drogas, conforme revelado pela recente operação Enterprise da Polícia Federal, tráfico de armas e de pessoas, escravidão infantil, exploração sexual e prostituição forçada. Algumas localidades se tornam verdadeiros ambientes criminogênicos. Além disso, muitas das cidades mais violentas da América Latina, incluindo Altamira e Novo Progresso (ambas no estado brasileiro do Pará, um dos principais pontos de criminalidade ambiental), têm economias amplamente baseadas no crime ambiental.

Leia mais