Site map
Magazine-NE9q

Is Tourism Haiti’s Magic Bullet? An Empirical Treatment of Haiti’s Tourism Potential

O turismo é considerado fundamental para a reconstrução da economia no Haiti, o que pode parecer um contrassenso em um país pobre e propenso a desastres e que vem brigando há muito tempo com a instabilidade política e a violência. Mas a receita gerada pelo turismo é muito importante, sobretudo agora que a assistência internacional diminuiu e as atividades das Nações Unidas foram reduzidas.

O novo estudo do Instituto Igarapé – “Será que o turismo é a tábua de salvação do Haiti?” – é a primeira avaliação empírica sobre turismo no país. Ele considera o nível de segurança do Haiti e avalia o papel dos turistas e das operadoras de turismo locais nos esforços para atrair mais visitantes. Como nas publicações anteriores sobre o Haiti, o estudo traz novas descobertas com base em pesquisas qualitativas e quantitativas.

O estudo baseia-se nas percepções dos turistas que visitaram o Haiti em 2013. Um total de 2.231 pessoas foram entrevistadas, com uma taxa de resposta de quase 75%. Mais 390 profissionais do segmento de turismo também foram entrevistados.

O estudo concluiu que:

– As principais razões para os turistas visitarem o Haiti em 2013 foram ver a família e amigos ou ser voluntário em projetos de desenvolvimento;

– Apesar das advertências, foram raras as situações em que os turistas enfrentaram alguma violência, embora crimes contra a propriedade fossem mais comuns. Somente 3% relataram algum tipo de vitimização;

– Não é de surpreender, dada a baixa incidência de vitimização, que a percepção dos turistas tenha mudado mudado desde a chegada até a partida e que os eles se sentissem mais seguros do que esperavam durante a sua estadia; e

– Interações interpessoais informais com os haitianos foram destacados por muitos visitantes como a parte mais significativa de sua viagem ao Haiti.

VER PDF