Gênero, justiça e segurança no Brasil e na Colômbia

Na América Latina, há uma lacuna entre, de um lado, os avanços normativos no campo da eliminação da violência contra mulheres e, do outro, a implementação de estratégias e políticas que impactem na incidência desse tipo de violência. Entre as razões, destacam-se a falta de priorização de políticas focadas na prevenção da violência baseada em gênero, a falta de cooperação intersetorial para políticas multidimensionais e a ausência de abordagens de gênero no trabalho policial.

Para contribuir para o debate sobre esta lacuna, o presente Artigo Estratégico analisa os casos do Brasil e da Colômbia e busca identificar boas práticas focadas na atenção à violência contra mulheres. Apesar de contextos diferentes, em ambos os casos os elevados índices de violência contra mulheres coexistem com um conjunto de leis e normas modelo dedicado à prevenção da violência doméstica e intrafamiliar, e do feminicídio, além de boas práticas dispersas com impacto limitado ou ainda pouco conhecidas e/ou articuladas.

Ver PDF