Site map

Especialistas debatem o combate às fake news nas eleições

Instituto Igarapé promove encontro na próxima terça-feira, 12

Dezembro, 2017

No início de novembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou uma força-tarefa para o combate às fake news, no contexto de preparações para as eleições presidenciais de 2018. Para debater o problema, o Instituto Igarapé promove na próxima terça-feira (12/12) uma mesa redonda com especialistas e instituições envolvidas na governança da estrutura de segurança cibernética no país. O encontro acontece na sede do instituto, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

“Como determinar o que é real e o que é ‘fake’? Segurança de quem e para quem?”, pergunta Robert Muggah, diretor de pesquisa do Igarapé, listando algumas das questões que serão abordadas no evento. Precisamos equilibrar abordagens criminalizadoras que cerceiam a privacidade, a liberdade de expressão, geram conteúdos ilegais e praticam políticas pouco claras quanto ao armazenamento de dados nesta era hiperconectada”, analisa.

O fenômeno das fake news ganhou notoriedade nas últimas eleições presidenciais dos Estados Unidos. No Brasil, teve impacto nas eleições presidenciais de 2014, nas eleições locais de 2016 e no impeachment de Dilma Rousseff, no mesmo ano. Em resposta, algumas organizações já se dedicam ao chamado “fact-checking”, para determinar se as informações veiculadas estão corretas, e companhias como o Google e Facebook já estão desenvolvendo suas próprias soluções.

Estarão presentes representantes da Abin, da Microsoft, do Centro de Defesa Cibernética do Exército (CDCiber), do Comitê Gestor da Internet (CGI.br), doInternet Lab e outras entidades que fazem parte do desenvolvimento do ecossistema da governança da Internet no país. A mediação é de Maurício Santoro, professor de relações internacionais da Uerj.

 

 

Mesa redonda sobre as eleições de 2018 e o desafio das notícias falsas

12 de dezembro de 2017

16:30 – 19:00

No Instituto Igarapé

Endereço: Miranda Valverde, 64, Botafogo, Rio de Janeiro

Mediação do cientista político Maurício Santoro, professor da Uerj

 

Transmissão ao vivo

Facebook.com/InstitutoIgarape

Outros conteúdos do Instituto Igarapé sobre o tema