Site map

Colômbia e as FARC

Quando o governo colombiano anunciou, em agosto de 2012, que havia concordado em iniciar um processo de paz com o então maior e mais resiliente movimento guerrilheiro da América Latina,

as Fuerzas Armadas Revolucionárias de Colômbia (Farc), a expectativa de grande parte do povo colombiano se renovou. O conflito já dura mais de 50 anos e ocasionou a morte de mais de 260 mil pessoas e o deslocamento forçado de outras 7 milhões de suas casas.

Colômbia e as Farc: cenários pós-conflito e repercussões regionais, de Guilherme Damasceno Fonseca e Christian Vianna de Azevedo, analisa o processo de paz e chama atenção para possíveis desdobramentos do sucesso ou fracasso do acordo para o Brasil.

“Um eventual insucesso do processo de paz com as Farc poderia impactar futuras iniciativas similares com outros grupos guerrilheiros, como o ELN. Regionalmente, isso poderia fomentar ainda mais a expansão transnacional das organizações criminosas colombianas”, analisam os autores.

 

Leia o relatório na íntegra

 

Sobre os autores

Guilherme Damasceno Fonseca é agente de Polícia Federal há 20 anos. Mestre em Relações Internacionais pela PUC Minas e co-autor do livro Passaporte para o Terror: Os voluntários do Estado Islâmico, possui graduação em Direito pela Faculdades Milton Campos e em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui pós-graduações em Direito Público, Execução Políticas de Segurança Pública e em Direito Constitucional. É especialista em Políticas e Estratégias de Defesa e Combate ao Crime organizado Transnacional, ambos pela National Defense University de Washington DC. Participa dos grupos de pesquisa Terrorism Research Initiative, da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Terrorismo e Violência Política, Grupo de Estudos Oriente Médio e Magreb da PUC Minas e Grupo de Pesquisa Religião, Pluralismo e Diálogo da PUC Minas.

 

Christian Vianna de Azevedo é agente de Polícia Federal há 17 anos. Doutorando em Relações Internacionais pela PUC Minas e mestre em Relações Internacionais pela mesma universidade, formou-se em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. É também Especialista em Estratégia e Políticas de Defesa pela National Defense University/EUA e em Combate ao Crime Organizado Transnacional pela National Defense University/EUA. É ainda pesquisador da Terrorism Research Initiative – TRI – no Brasil, da Rede de Pesquisa em Terrorismo, Contraterrorismo e Crime Organizado da Academia Nacional de Polícia, e do Grupo de Estudos de Oriente Médio e Magreb da PUC Minas.