Agenda sobre mulheres, paz e segurança no contexto latino-americano

 

Apesar do crescente engajamento e do maior compromisso com a agenda sobre mulheres, paz e segurança (MPS) ao redor do mundo, ainda persiste uma importante lacuna quanto à sua implementação na América Latina. Na região, o envolvimento dos governos nacionais continua limitado e, quando existente, focado na promoção de uma abordagem de gênero nas políticas de defesa e de relações exteriores. Como consequência, a agenda MPS pouco reflete os desafios e as ameaças confrontados por mulheres dentro de seus respectivos países.

Este artigo descreve alguns dos principais desafios relacionados à agenda MPS na região latinoamericana que poderiam ser incorporados a instrumentos como os Planos Nacionais de Ação (PNAs). Longe de esgotar todos eles, destaca aqueles que exemplificam como a agenda MPS pode preencher uma lacuna no âmbito da proteção de mulheres na região, além de promover a sua participação na busca de soluções.

Leia o relatório