A democracia reage

Ilona Szabo 02

Publicado em Folha de S.Paulo

Por Ilona Szabó

Após 18 meses da presidência de Jair Bolsonaro, instituições da República, imprensa e sociedade conseguem colocar em marcha ações simultâneas e contundentes em defesa do Estado Democrático de Direito. E como resultado, o presidente e seu núcleo duro ideológico, pela primeira vez desde o início do governo, deram sinais de que se sentiram acuados e recuaram por iniciativa própria.

A possível nomeação de um ministro da Educação fora do domínio dos olavistas, a revogação de medida provisória que dava ao cargo a prerrogativa de designar reitores, e da portaria que acabava com incentivo a cotas para negros, indígenas e pessoas com deficiência na pós-graduação são alguns exemplos de recuo. O discurso relacionado ao Judiciário e ao Legislativo passou do tradicional tom bélico para um mais conciliador.​

Leia mais