The Invisible Displaced: A Unified Conceptualization of Population Displacement in Brazil

Journal of Refugee Studies – Jan 2015

(Disponível apenas em inglês)

Apesar das altas taxas de violência, investimentos massivos em obras públicas e reincidentes desastres naturais, muito pouco é discutido sobre o escopo e a escala de desalojamento no Brasil. Há um silêncio em discurso e prática. A real magnitude da emaranhada crise de desalojamento segue invisível.

Parte do desafio é que as respostas e entendimentos estão segmentados, divididos entre entidades públicas diversas, agências não-governamentais e grupos de advocacia. Para ajudar a vencer essas barreiras, esse artigo usa uma tipologia básica, capaz de conceitualizar os vários tipos de desalocamento no país, salientando as interseções entre eles.

Tendo como base uma revisão da pesquisa literária e empírica nas cidades brasileiras selecionadas, o autor aponta como características subjacentes da migração forçada no Brasil a vulnerabilidade e a resiliência.

O artigo conclui que as dinâmicas do desalojamento no Brasil são similares as de outros contextos de baixa e média e renda, afetados por índices similares de insegurança e transformação sócio-econômica.

Também aponta as diversas oportunidades de envolvimento mais proativo com a prevenção e minimização do desalocamento, especialmente através do paradigma dos direitos humanos.

VER PDF