Polícia e sociedade têm muito a ganhar com uso de câmeras em uniforme

Publicado na Folha de S.Paulo

Por Robert Muggah e Bárbara Fernandes

A instalação de câmeras no uniforme de policiais brasileiros reacende um antigo debate no Brasil. Dados preliminares de uma experiência recente em São Paulo sugerem que o uso de câmeras corporais pode fortalecer a segurança pública, reduzir a letalidade policial e elevar a confiança da população 一especialmente em comunidades mais pobres一, resultando em um policiamento de maior qualidade.

Embora seja um ativo poderoso, esse tipo de tecnologia não vai resolver sozinha todos os problemas de violência e insegurança. Ela precisa vir acompanhada de regras claras de coordenação, supervisão e ética sobre seu impacto social. De fato, as últimas iniciativas de uso de câmeras corporais em outros países oferecem lições importantes para o Brasil.

Leia o artigo de opinião

O Instituto Igarapé utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos de Uso e, ao continuar navegando, você concorda com essas condições.