Papel de bancos é chave contra desmatamento, diz Igarapé

Ilona Szabo 02

Publicado no Valor

Com Ilona Szabó

A diretora-executiva do Instituto Igarapé, Ilona Szabó, aponta o mercado financeiro como chave para pressionar empresas a adotar políticas mais efetivas de proteção ambiental e reverter a escalada de desmatamento na Amazônia. Uma das medidas seria o mapeamento integral das cadeias de produção, sobretudo commodities para exportação, via monitoramento remoto de imagens por satélite e cruzamento com bancos de dados públicos e privados.

Por isso o Igarapé acaba de produzir relatório em que recomenda a bancos e fundos de investimento que condicionem as operações financeiras à verificação das cadeias produtivas. Essa seria a única alternativa possível, segundo ela, no cenário de “total inação do governo federal”, dividido entre uma visão de exploração predatória da região e desenvolvimentismo ultrapassado, que não dialoga com as visões atuais do meio empresarial, academia e terceiro setor para a Amazônia. A especialista diz que, desde a fundação da organização, em 2011, nunca assistiu à tamanha falta de interlocução com o governo.

Leia mais