Pacto pelas Cidades Justas

Publicado em Folha de S.Paulo

Por Instituto Igarapé

Desde a década de 1970, o número de brasileiros que moram em cidades ultrapassou aquele dos que moram em zona rural. Hoje o Brasil conta com uma taxa de 85% de população urbana, uma das maiores do mundo.

Esse número, entretanto, esconde um fato dramático: essas cidades são hostis a grande parte de sua população. Talvez se pudesse dizer que elas têm vastos territórios inabitáveis; tais zonas, entretanto, com tudo o que têm de precário e violento, são densamente habitadas por aqueles a quem não foi oferecida outra alternativa. A cidade, por definição o espaço da convivência e da oportunidade, é também instrumento de segregação e exclusão, tratando seus habitantes com uma assimetria brutal.

Leia mais