O homem de Davos na Montanha Mágica: começa a reunião da elite global

3 mil participantes de 115 países estarão por cerca de uma semana reunidos na cidade mais alta da Europa para o 48º Fórum Econômico Mundial

Por João Pedro Caleiro

Publicado na Exame

A expressão “homem de Davos” foi cunhada por Samuel Huntington, o cientista político americano falecido que criou a teoria do “choque de civilizações”.

Eis a definição: “ele tem pouca necessidade de lealdade nacional e vê as fronteiras nacionais como obstáculos que felizmente estão sumindo e os governos nacionais como resíduos do passado cuja única função útil é facilitar as operações da elite global”.

A descrição não evoca Jair Bolsonaro, mas ele deve ser a grande estrela da 48ª edição do Fórum Econômico Mundial, cujos painéis acontecem entre terça-feira (22) e sexta-feira (25) em Davos, na Suíça.

Leia matéria completa