O dia do fogo e o pulo do sapo

Por Ilona Szabó

Para a Folha de S.Paulo

Chamadas de hot spots, por reunir diversos tipos de crimes, incluindo altíssima incidência de desmatamento, Altamira e outras cidades no Pará estão há tempos entre as mais violentas do Brasil e do mundo.

As causas sobrepostas da violência passam pela história da exploração predatória da floresta, urbanização descontrolada, por negligência e corrupção pública que atrasam nosso desenvolvimento.

O Dia do Fogo, como foi batizado o último dia 10, foi expressão máxima da certeza da impunidade dos grupos que exploram de forma criminosa a região.

Leia mais