Instituto Igarapé lança Agenda Cidades Seguras

PRESS RELEASE

Instituto Igarapé lança Agenda Cidades Seguras

Documento lista estratégias para prefeitos e vereadores prevenirem a violência

30 de setembro de 2020

Os prefeitos têm uma enorme responsabilidade quando o assunto é a prevenção da violência, principalmente nas ações que atuam sobre suas causas e fatores de risco. Portanto, essa precisa ser uma das prioridades dos governos locais e do debate nas eleições municipais de 2020. O Instituto Igarapé apresenta nesta quarta-feira (30) a Agenda Cidades Seguras para ajudar  a aprimorar essa discussão. O documento foi feito para guiar candidatos na elaboração de planos consistentes para enfrentar o problema da violência em um momento em que a pandemia de Covid-19  tem potencial de agravar desigualdades e gerar instabilidade social.

No Brasil é comum que o debate sobre segurança pública fique concentrado em torno das polícias e das prisões. No entanto,  uma série de ações voltadas para as causas da violência, chamadas de prevenção, estão ligadas a responsabilidades e políticas públicas municipais. A Agenda Cidades Seguras lista ações concretas divididas em três eixos.

No eixo relacionado às Pessoas, estão concentradas as ações que lidam com os fatores de risco individuais e sociais, também conhecidas como prevenção social. Em relação aos  Territórios, agregamos as medidas voltadas para melhoria da infraestrutura das cidades e dos espaços públicos urbanos, atuando sobre as condições ambientais que favorecem a criminalidade. É o que chamamos de prevenção situacional. O controle e aplicação da lei diz respeito às estruturas de controle e fiscalização do bem público e das condutas individuais e coletivas em nossas cidades, concentrando-se nas ações e nos aparatos de dissuasão e aplicação da lei.

Além de apresentar estratégias para a prevenção e o enfrentamento de diferentes formas de violência nas cidades, desenvolvemos uma seção que aborda a organização necessária para colocar em prática a agenda municipal de prevenção e redução da violência. Na última seção, listamos as principais perguntas que você precisará responder para que elabore um diagnóstico e escolha as ações mais adequadas para tornar a sua cidade mais segura.

A Agenda se baseou em pesquisas sobre o que funciona para prevenir a violência e em lições de experiências bem sucedidas dentro e fora do Brasil. Na quinta-feira da próxima semana, dia 8 de outubro, às 17h, a Agenda Cidades Seguras será tema de um bate-papo do Instituto Igarapé para candidatos e gestores.   

Para acessar a Agenda Cidades Seguras e se inscrever no evento clique em: (https://igarape.org.br/agenda-cidades-seguras)

 

Sobre o Instituto Igarapé

O Instituto Igarapé é um think and do tank independente, dedicado à integração das agendas de segurança, clima e desenvolvimento. Nosso objetivo é propor soluções e parcerias a desafios globais por meio de pesquisas, novas tecnologias, influência em políticas públicas e comunicação. Premiada como a melhor ONG de Direitos Humanos no ano de 2018, o melhor think tank em política social pela Prospect Magazine em 2019 e considerada pelo Instituto Doar, pelo segundo ano consecutivo, como uma das 100 melhores organizações brasileiras do terceiro setor.