Feminicídios crescem 16% no período de maior isolamento social no Brasil

Publicado no Globo

Durante os meses de maior isolamento social devido à pandemia de Covid-19, entre março e junho de 2020, houve um aumento de 16% no número de feminicídios no Brasil, em comparação a igual período do ano anterior. Segundo dados levantados pela plataforma EVA, do Instituto Igarapé, o número de chamadas ao Ligue 180 relacionadas à violência doméstica também subiu 36% na mesma comparação.

Os dados levantados pelo Igarapé, e apresentados nesta quarta-feira (9) durante o 14° Encontro Anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, evidenciam que a queda nos registros não representa uma diminuição da violência contra as mulheres brasileiras, mas sim uma maior dificuldade para denunciar e receber atendimento, seja pela proximidade dos agressores no interior de seus lares, seja pela impossibilidade de sair de casa. A pandemia calou um fenômeno que já era silencioso.

Leia mais