Estudo aponta 321 pontos de mineração ilegal de ouro na Amazônia

Publicado no UOL

Um levantamento publicado nesta quinta-feira pelo Instituto Igarapé revela a dimensão da mineração ilegal do ouro na Amazônia e seu impacto tanto para a floresta como para indígenas e moradores da região. De acordo com o estudo, nada menos que 321 pontos de mineração ilegal foram identificados em nove estados da região, de acordo com a Rede Amazônica de Informação Socioambiental (Raisg). “Corrupção, desmatamento, violência, contaminação de rios. Ilegalidades cometidas no ciclo do ouro têm provocado a destruição de florestas e de vidas, sobretudo de populações indígenas, na Amazônia brasileira”, alerta o estudo.

Leia mais