Descriminalização de drogas na eleição dos EUA contrasta com falta de avanços no Brasil

Ilona Szabo 02

Por Ilona Szabó e Carolina Taboada

Publicado na Folha de S.Paulo

[RESUMO] Autoras sustentam que a aprovação da descriminalização da maconha e de outras substâncias nas eleições americanas deste ano evidencia o fracasso da guerra às drogas. O Brasil, no entanto, ignora resultados encorajadores da regulação em outros países e vê narrativas sem base em evidências ganhar terreno.

As eleições americanas fizeram história —e não só por trazerem uma importante derrota do populismo autoritário. O pleito também representou um avanço histórico para a derrocada da guerra às drogas no país que a criou.

Como sabemos, a política norte-americana influencia os rumos de leis, políticas públicas e líderes em todo o mundo. Foi assim mesmo antes de, em 1971, Richard Nixon impulsionar uma política de drogas exclusivamente repressiva.

Leia mais