Cuba irá atualizar sua política de drogas para o século XXI?

Dezembro, 2017

Cuba possui hoje a oportunidade sem precedentes de evitar os malefícios de uma política de drogas repressiva; enquanto abre e atualiza sua economia, o país tem a possibilidade de fortalecer as bases levando em conta suas vulnerabilidades.

Dentre outras medidas, A Comissão de Drogas Nacional de Cuba, o Diretório Anti-Drogas Nacional e outras agências responsáveis pela formulação e implementação de políticas de drogas no país devem continuar o fortalecimento do controle das fronteiras, o desenvolvimento de medidas contra a lavagem de dinheiro e o privilégio de cooperações bilaterais contra narcóticos.

Nesse contexto, enfatizar prevenção e tratamento por meio da descriminalização da posse de drogas para uso pessoal se torna mais importante ainda – por meio da adoção de estratégias de redução de danos baseadas em evidências e, também, pela elaboração de sentenças alternativas para casos não-violentos envolvendo drogas, como no caso de pequenos negociantes e produtores de pequena escala, por exemplo.

Ver PDF (em inglês)