Compromisso com direito à vida não pode ficar esquecido no fundo de uma gaveta no Palácio do Planalto

Publicado em CBN

Por Michele dos Ramos

Michele dos Ramos, dos Instituto Igarapé, faz críticas às decisões de Bolsonaro, que revogou portarias do Exército por achar que não estavam alinhadas com suas decisões. Ao pedir providências para que o governo cumpra a Constituição e o Estatuto do Desarmamento no caso de suposta violação do presidente ao determinar revogação das portarias, a procuradora-regional da República Raquel Branquinho citou o Rio como um exemplo ruim da falta de controle de armamentos.