Site map

Autoridades de Pernambuco assinam carta-compromisso para redução de homicídios 

31/10/17

Termo foi assinado ontem durante lançamento da campanha Instinto de Vida no estado

Autoridades do governo de Pernambuco, Recife e Caruaru se comprometeram ontem com o objetivo de reduzir em 50% os homicídios na América Latina nos próximos 10 anos. A meta foi estabelecida pela campanha Instinto de Vida (www.br.instintodevida.org), que mobiliza mais de 50 organizações não governamentais de sete países da região, com coordenação do Instituto Igarapé e do Nossas. Assinaram o documento o secretário estadual de Planejamento de Pernambuco, Márcio Stefanni, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, o secretário de Segurança Urbana de Recife, Murilo Cavalcanti, e o secretário de Ordem Pública de Caruaru, Luis Aureliano.

“Precisamos concentrar esforços políticos em lugares, públicos e comportamentos vulneráveis à violência”, analisou Ilona Szabó, diretora-executiva do InstitutoIgarapé, durante o evento de lançamento da campanha em Pernambuco, organizado pelo Instituto Igarapé e pela Visão Mundial, ontem, na Uninassau. “Os recursos devem ser alocados para prevenir tais ocorrências criminosas nas cidades. É possível reduzirmos o número de homicídios pela metade nos próximos anos se nos basearmos nas evidências que já existem, e nas novas políticas que dão certo”, complementou.

A especialista debateu estratégias para a redução de homicídios com Aline Kerber, diretora-executiva do Instituto Fidedigna (Rio Grande do Sul), que também integra a campanha. O evento contou ainda com a presença de autoridades, especialistas e representantes da sociedade civil.

 

    

Autoridades de Pernambuco assinam em Recife carta-compromisso com a campanha Instinto de Vida pela redução de homicídios
Fotos: Alcione Ferreira/ Instinto de Vida

 

Sobre Instinto de Vida

A América Latina concentra 38% dos homicídios que ocorrem no mundo, enquanto apenas 8% da população global vivem na região. Todos os anos, 144 mil pessoas são assassinadas nessa parte do mundo. Somente no Brasil, os registros anuais beiram 60 mil. Tal realidade se agrava no Nordeste, região que concentra 36% das cidades mais atingidas pela violência no Brasil, de acordo com levantamento do Observatório de Homicídios, do Instituto Igarapé. Por trás dos números, há vidas, histórias e famílias. A boa notícia é que, com respostas articuladas do Estado e da sociedade civil, a mudança desse cenário é possível. Esse é o objetivo da campanha latino-americana Instinto de Vida, que propõe uma redução dos homicídios na região em 50% em 10 anos.

Instituto Igarapé, Nossas, Instituto Fidedigna e Visão Mundial integram a Instinto de Vida, da qual participam, ao todo, mais de 50 organizações não governamentais de sete países. A campanha reúne esforços para a redução de homicídios de organizações de Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Honduras, México e Venezuela, com o apoio da Open Society Foundations e de organizações como Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina e Organização dos Estados Americanos (OEA).

Saiba mais sobre a campanha: www.br.instintodevida.org.

Veja a galeria de fotos aqui