A sensibilidade dos pedidos de prisão por reconhecimento fotográfico

Foi ao ar na CBN

Com Michele dos Ramos

A prisão injusta do músico Luiz Carlos Justino reabriu espaço para a discussão sobre os modos de investigação da polícia. Justino foi preso após ser abordado e levado por policiais que, ao conferirem sua ficha, detectaram um pedido de prisão em aberto contra o jovem, em 2017, por assalto. O mandado foi aberto por reconhecimento fotográfico. Michele dos Ramos critica a condução do caso. ‘Houve uma preocupação com a autoria, mas não houve uma preocupação com as garantias de direito desse processo’, diz.