Reviewing the Costs and Benefits of Mano Dura Versus Crime Prevention in the Americas

Existem sinais de crescimento de resistência contra abordagens repressivas de prevenção do crime – chamada mano dura – na América Latina e no Caribe. Diante da violência crescente e dos gastos altos em segurança pública, as alternativas à mano dura começaram a surgir no final da década de 1990. Prefeitos progressistas, líderes industriais, acadêmicos e grupos da sociedade civil iniciaram uma série de intervenções urbanas, construindo as chamadas estratégias de “segurança cidadã”. Este capítulo considera as consequências intencionais e não intencionais da mano dura na América Latina e as oportunidades para abordagens alternativas de prevenção e redução do crime. Ao se destacar os custos e benefícios da prevenção, as medidas de segurança cidadã na região são reforçadas.

Baixe o manual

The Igarapé Institute uses cookies and other similar technologies to improve your experience, in accordance with our Privacy Policy and our Terms of Use, and by continuing to browse, you agree to these conditions.

Skip to content