Soluções tecnológicas para rastreabilidade da cadeia de suprimentos na Amazônia brasileira: oportunidades para o setor financeiro

A Amazônia está chegando a um ponto que pode ser irreversível, no qual o seu bioma, e com ele o clima global, sofrerão danos irreparáveis, impactando negativamente não apenas as comunidades locais, mas também regiões e indústrias inteiras. 

 

Neste artigo, o Instituto Igarapé analisa desafios em torno do desmatamento ilegal e recomenda medidas que, quando apoiadas e adotadas por instituições financeiras, terão um impacto rápido, eficaz e em larga escala no controle do desmatamento ilegal na Amazônia brasileira. Para isso, o artigo analisa as práticas atuais em padrões e benchmarking para a agricultura de soja, pecuária e extração de madeira. Embora o setor financeiro tenha iniciado o processo de adoção de políticas contra o desmatamento, poucas instituições as tornam obrigatórias para contratos de empréstimo ou as monitoram ativamente.

 

Este artigo também destaca algumas das principais tecnologias que sustentam uma maior rastreabilidade das cadeias de suprimentos necessárias para medir o progresso nas métricas ESG. O sensoriamento remoto, big data e inteligência artificial agora oferecem capacidade sem precedentes de rastrear impactos ambientais específicos de propriedades, licenças e concessões.

Leia a publicação