capa do estudo migrantes invisíveis

Migrantes Invisíveis

Escapa do estudo migrantes invisíveiste Artigo Estratégico visa apresentar um panorama geral do deslocamento forçado no Brasil desde
o ano 2000 até 2017, identificando suas principais causas e consequências.

O artigo teve como base uma pesquisa quantitativa, que envolveu consultas com organizações da sociedade civil, empresas públicas e privadas, e órgãos do governo federal. Identificou-se que, desde 2000, pelo menos 8.8 milhões de pessoas foram forçadas a se deslocar no Brasil em função de desastres, projetos de desenvolvimento e violência nos espaços rurais.

Apesar da enorme escala do deslocamento interno, o Brasil ainda não desenvolveu uma resposta efetiva ao problema. Portanto, recomenda-se a formulação de uma lei federal que estabeleça direitos de pessoas deslocadas e atribua responsabilidades específicas a diferentes órgãos governamentais, com vista a formular e executar políticas públicas voltadas à resolução da crise de deslocamento forçado que assola o Brasil.

Acesse o Observatório Leia o PDF Veja os destaques