Segurança Cidadã

O programa de Segurança Cidadã do Instituto Igarapé pensa sobre a prevenção e redução de homicídios, a proteção de crianças, a regulação de armas de fogo e munições e melhores práticas e políticas para tornar nossas sociedades mais seguras.

O Instituto Igarapé conecta formadores de opinião, formuladores de política, tomadores de decisão, a sociedade civil e corporações policiais de diferentes estados com o objetivo de identificar e estimular que policiais sejam capazes de proteger a sociedade e também a eles mesmos, com estratégias concretas para colocar em prática uma agenda de melhoria dos índices de criminalidade.

Muitos países e cidades do mundo registram índices inaceitáveis de violência e vitimização. Pelo menos 437 mil pessoas são assassinadas no mundo a cada ano, quase metade delas por armas de fogo. Na América Latina e no Caribe, a porcentagem é de 66%. Mais da metade das mortes violentas se concentram entre jovens de 15 a 24 anos, na região – que também possui os maiores índices de feminicídio do Mundo.

O Instituto Igarapé trabalha para mudar esse quadro com base em evidências, de modo a construir cidades mais seguras e reduzir o impacto da violência em futuras gerações.

Valorização Policial

Em parceria com República.org, levantamos práticas que estão sendo desenvolvidas em instituições de segurança pública de todo o país.

Trabalho de presos e egressos. É crescente a importância do sistema penitenciário nas discussões sobre segurança pública e justiça criminal no contexto brasileiro. 

Observatório de Homicídios

Ferramenta de visualização mostra a distribuição, as dimensões e a dinâmica da violência letal no mundo.

A iniciativa Smart Policing foi criada para aumentar a transparência das ações policiais e melhorar a segurança pública em regiões de média e baixa renda.

O projeto Mapping Arms Data (MAD) foi desenvolvido com base na ferramenta de visualização das rotas internacionais de armas e munição produzida pelo Google, Instituto Igarapé e  Peace Research Institute Oslo, como parte do Google Ideas INFO (Illicit Networks Forces in Opposition) Summit.

Diálogos de Segurança Cidadã

O que funciona e quais são os desafios na promoção da segurança cidadã na América Latina e África

O Índice de Segurança da Criança (ISC) dá voz às crianças, mapeando suas percepções sobre a violência em seu dia-a-dia. Para isso, faz uso de um aplicativo de código-fonte aberto (open source), desenvolvido pelo Instituto Igarapé. O ISC foi testado em Recife e no Rio de Janeiro em 2014 e em São Paulo em 2015.

 

A aliança latino-americana Instinto de Vida foi criada a partir da da união de dezenas de organizações não governamentais da região. A proposta é reduzir a violência letal à metade em 10 anos. Isso requer pressão e compromisso para políticas públicas inovadoras baseadas em evidências.

O projeto Diálogos sobre Segurança Urbana corresponde a um fórum para debates guiados por dados e baseados em evidências sobre segurança e prevenção da violência em El Salvador e no Triângulo do Norte da América Central. 

Publicações em Segurança Cidadã