Site map

Observatório de Homicídios

Nossa ferramenta de visualização mostra a distribuição, as dimensões e a dinâmica da violência letal no mundo.
slider-homicidio-1
slider-homicidio-2

No Mundo

Pelo menos 437 mil pessoas são assassinadas no mundo a cada ano — uma média global de seis homicídios para cada 100 mil pessoas.
 
Quase metade dos assassinatos são cometidos com armas de fogo. Na América Latina e no Caribe, a porcentagem é de 66%.

Na América Latina e no Caribe

Menos de um décimo (8%) da população mundial vive na América Latina e no Caribe. Entretanto, essas regiões concentram 1/3 (33%) dos homicídios no mundo.
 
Quatorze dos vinte países mais perigosos do mundo* estão localizados na América Latina e no Caribe.

 

 *Com a maiores taxas de homicídio

Cidades Perigosas

Mais de 130 grandes cidades* latino-americanas e caribenhas podem ser consideradas altamente perigosas,  ou seja, têm taxas de homicídios superiores a 25 para cada 100 mil habitantes.
 
As cidades grandes* com as maiores taxas de homicídio da América Latina e do Caribe são: San Pedro Sula, Honduras; Ciudad Juárez, México, Ananindeua, Brasil e Caracas, Venezuela.

 

*Com mais de 250 mil habitantes

Perfis das vítimas

Uma em cada cinco pessoas mortas violentamente em 2012 era brasileira, colombiana ou venezuelana.

 

Na América Latina e no Caribe, mais da metade das vítimas de homicídio tem idade entre 15 e 29 anos.

 

A América Latina e o Caribe têm as maiores taxas de feminicídio do mundo. Os países campeões são Haiti (57%), Suriname (46%) e Grenada (36%).

Mencionado por

Na mídia